segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Caminhando no Planeta Terra...

E, de repente, eu paro... Olho para os lados, olho para trás, olho para frente – quanto ainda terei que seguir – e, sem pensar muito, ergo os olhos para o céu...
Como tudo está diferente!!!
Foram tantos problemas lá atrás. Tanta vida ao meu lado e muito ainda a seguir...
Mesmo com tudo isso não me sinto fraca, ao contrário, me sinto forte a cada baque, a cada escorregão, a cada pedra que encontro no caminho e fico feliz, muito feliz, por ter conseguido atravessar tantos caminhos espinhosos e sair deles com poucos arranhões.
O que aprendi nesse tempo todo me deixou mais equilibrada, mais dona de mim, mais certa daquilo que quero e que busco... Ainda, nada sei!
Ver a luz do sol passando pelas frestas da janela, de manhã... Acordar com o som dos pássaros cantando, que alegria!!!
Os dias ficam risonhos, mesmo que a chuva caia, porque as plantas ficam felizes e mexem-se como se estivessem tomando banho, o banho da vida!
Vou ao quintal, pego uma fruta na árvore e sinto o gosto maravilhoso de paz entrando em meu ser!
E o amor pela natureza vem com intensidade, sinto a terra pulsar com a vida emanada dos céus e germinada na terra e, em paz e iluminada, volto para dentro para resolver o que está pendente.
Compreendo o que preciso fazer, sem mágoas ou queixas, porque faz parte do caminho a seguir e vou seguindo em frente, com a paz em meu coração.
A estrada é longa e sei que vou passar por muita coisa ainda, muitos pedregulhos estarão no meu caminho – sim, pedregulhos, porque, se superei as pedras, hoje nem as sinto me atrapalhando mais, apenas sigo pela minha estrada e vou levando os dias com amor em meu peito.
Já chorei, um dia, por amor, por perdas, porque todos choram em algum momento, faz parte do que somos, faz parte de nós a aceitação ou não dos ganhos e das perdas.
E, assim, vamos escrevendo nosso livro da vida, com rascunhos em algumas páginas, ou com páginas escritas com letras douradas e trabalhadas, de acordo com nossas capacidades e aceitações nesse ou naquele momento, mas descubro que todos somos capazes de alcançar a felicidade, é o dom que nos foi dado pela Divina Essência!!!
Sorrindo vou seguindo o caminho que, não sei se já tinha sido traçado para mim, porque não nos lembramos dessa informação, não sei de nada ou de quase nada, isso me ajuda a seguir em frente, sem mágoas ou rancores, mas com muita paz e muito amor!!!
                                                                         Cida Trindade



Nenhum comentário:

Postar um comentário